Connect with us

Uncategorized

Professor Edgar Abreu ensina a realizar sonhos através do empreendedorismo

Published

on

Normalmente quando somos crianças, e paramos para pensar o que vamos ser quando crescer, sempre chegamos a profissões como médico, professor, veterinário, astronauta, esportista, arquiteto, engenheiro etc. Essas influências são frutos do meio que vivemos, das informações que temos, muitas vezes profissões espelhadas em nossos pais ou até em filmes, desenhos etc. Bom, como sabemos, poucos desses sonhos se tornam realidade. Muito pelos desafios encontrados, mas principalmente porque com o tempo a vida vai nos abrindo novos caminhos, apresentando novas oportunidades que nos faz mudar os rumos, as decisões, os sonhos. Com o Professor Edgar Abreu não foi diferente. O título de professor ele ganhou aos 18 anos de idade, quando foi convidado para lecionar Física e Química em uma escola pública no interior de Goiás. Lá, em meio a uma infância pobre de uma cidade com aproximados vinte mil habitantes, como ele mesmo costuma dizer: “o pó de giz contaminou seu sangue”. Para a sociedade o título de professor veio somente 6 anos após, quando ele se formou em licenciatura em matemática e à partir dai passou a ter novos sonhos, como o de ser professor da PUCRS, instituição de ensino que se formou. Na metade da faculdade já foi possível ver que o sucesso financeiro nem sempre está alinhado aos desejos profissionais. Ter uma vida bem-sucedida financeiramente trabalhando como professor, era algo quase que utópico na realidade Brasileira. Por esse motivo procurou concurso público, não para ficar rico, mas para garantir uma estabilidade. Realizou concurso do Banrisul, onde trabalhou por 7 anos, desligando-se em 2009. Mas porque se desligar? Como disse, com o tempo novas oportunidades vão surgindo e portas que desconhecemos aparecem em nossas vidas como opção. Pedir demissão de um concurso público, com plano de carreira, realmente não é uma tarefa fácil, mas para quem tem um perfil de empreendedor a estabilidade pode tornar as emoções instáveis. Foi assim com Professor Edgar, que mesmo trabalhando no banco descobriu a sua vocação para lecionar. Mas calma ai, não estava falando de empreender? Sim, mas para o professor Edgar Abreu (repito sempre a titulação de professor porque é assim que ele gosta de ser lembrado), empreender foi uma consequência de lecionar. “Comecei dando aula, quando vi tinha muitos alunos que queriam estudar somente comigo, criei uma empresa, que deu certo, cresceu, com o tempo, tinha muitos alunos, muitos funcionários, trabalhava como um empreendedor, gestor, administrador, mas no fundo, sempre fui apenas um professor.” Em 2009 o professor criou a empresa Edgar Abreu Certificações, uma empresa de ensinava gerentes de banco e profissionais do mercado financeiro sobre investimentos, preparando os mesmos para prova de certificações financeiras, uma exigência do mercado. Em dois anos já era conhecido com maior referência na área e um dos maiores especialistas do mercado financeiro. Em 2011 fundou, junto com mais dois sócios, a empresa Casa do Concurseiro, focada em educação online, mas para concurso público, preparando alunos para serem aprovados em provas e assumirem cargos públicos e que também virou uma das referências nacionais na área. Legal, sucesso profissional, mas e o sucesso pessoal? Sabe aquele sonho dele de dar aula na PUCRS? Então, ele foi mais além. Em 2016 ele se tornou parceiro da PUCRS oferecendo consultoria em educação online, plataforma e marketing, criando na instituição um projeto responsável por praticamente dobrar o número de alunos de uma instituição com mais de 70 anos em apenas 3 anos. Além disso, o modelo criado pelo professor Edgar Abreu e sua equipe foi reconhecido pelo mercado de educação como o mais disruptivo nos últimos anos, praticamente foi reinventado a maneira de fazer e oferecer cursos de pós-graduação online. Mas esse não foi o maior sucesso de sua carreira, segundo ele, o ápice aconteceu em 2017, quando realizou a venda das suas duas empresas para o UOL Edtech, uma empresa do grupo UOL, um dos maiores grupos econômicos do país. Segundo Edgar: “O sucesso não está em gerar valor e sim conseguir convencer as pessoas de que seu negócio tem valor. Isso só é possível quando alguém está disposto a assinar um cheque e pagar por ele! Foi o que aconteceu no meu caso!” Hoje ele é um empresário reconhecido no mercado financeiro e de educação online, bem-sucedido financeiramente, realizado profissionalmente e que está começando um novo negócio aos 37 anos. Seus planos é ser a referência nacional em educação financeira no país. “Sempre ajudei e ensinei o profissional do banco e do mercado financeiro a como orientar melhor e atender melhor seus clientes. Explicando cada produto, perfil, riscos, investimentos etc. Me tornei a maior referência nisso. Hoje eu quero um desafio maior, quero ensinar os clientes desses meus alunos, clientes dos bancos a chegarem melhor preparados para poder discutir com o gerente de mesmo nível, ajuda-los a ter uma educação financeira melhor e não ficar somente na mão do banco, pois infelizmente, nem todos profissionais ou instituições agem ou praticam o correto, mesmo tendo o conhecimento, as vezes esbarram em interesses pessoais e financeiros.” Continuar empreendendo, essa é a porta que abriu para o Professor Edgar Abreu e que ele não conhecia quando era crianças. Crianças não sonham em ser empreendedoras, mas a vida nos ensina que os sonhos mudam, as escolhas também, mas o sentimento e desejo em conquistá-los são únicos. São novos e grandes desafios, mas para quem já conquistou tudo que ele alcançou, em tão pouco tempo, será que alguém é capaz de duvidar que ele vai conseguir novamente?
Saiba mais sobre o Professor Edgar Abreu através do Instagram: instagram.com/prof.edgarabreu

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uncategorized

Entrevista com o tik toker Lucca Bustamante

Published

on

Apaixonado por fotografia e trabalhando com a criação de conteúdo, Lucca Bustamante vem conquistando seu espaço na internet e no mercado fotográfico com seus impressionantes ensaios. Com apenas 18 anos, já conta com mais de 80 mil seguidores no tik tok, número que aumenta diariamente, tanto na plataforma, quanto em outras redes sociais.

O crescimento do alcance do criador na plataforma vem sendo uma surpresa para o mesmo, que hoje conta com pessoas que o acompanham fielmente e vem construindo sua comunidade de forma orgânica nas redes sociais. Integrando ao time de criadores presentes no Tik Tok, Lucca idealiza seus próprios conteúdos inovadores e participa das mais diversificadas trends em alta do aplicativo.

Em 2016, o empreendedor e criador de conteúdo já gravava vídeos para a versão antiga do tik tok, o musical.ly, mas parou com o tempo e retornou em maio de 2020. Com um conteúdo focado em comédia, Lucca acumula mais de 1,8 milhões de curtidas no aplicativo.

Paralelo a isso, vive sua carreira como fotógrafo. Para saber mais detalhes sobre a produção de conteúdo do criador e sua relação com a fotografia, produzimos uma entrevista pra lá de especial e ele pôde nos contar um pouquinho mais sobre tudo e ainda deu dicas para quem quer seguir alguns dos passos. Confira:

– Você vem crescendo bastante nas redes sociais e em pouco tempo.  Como está sendo isso para você?

Lucca – Tem sido muito legal e me deixado animado. Ao mesmo tempo me deixa meio perdido por eu não estar acostumado. É um pouco surreal. Não sou ninguém grande nem famoso, mas sei que tem pessoas que me seguem e interagem comigo o tempo todo. Tem uma galera que gosta realmente do que eu posto. Me sinto muito acolhido e feliz por estar fazendo algo legal e que essas pessoas realmente gostam e pedem para eu continuar fazendo. Tem sido um retorno incrível e impactante.

– No mês passado você viralizou na plataforma com dois vídeos, um sobre sua experiência como testemunha do ENEM e outro sobre o alistamento do exército. Você esperava que esses assuntos fossem tomar a proporção que tomaram?

Lucca – De forma alguma eu achei que esses dois assuntos iriam viralizar, principalmente o do Enem. O do exército veio depois do Enem, então já estava com os vídeos sendo entregues. Meus vlogs e a minha rotina já estavam na foryou para muitas pessoas. O do exército eu não esperava que fosse repercutir tanto, mas já não fiquei tão espantado quanto o do Enem, que foi bem espontâneo. Não imaginava nada e acabou acontecendo.

– O que você acredita que mais fez as pessoas começarem a realmente te acompanharem pelas redes sociais?

Lucca – Eu acredito que não pode ser por outra coisa a não ser gostar do Lucca, de quem eu sou. Os vídeos no tik tok e nos stories do instagram são 100% eu. É uma pessoa animada, às vezes caótica, tagarela demais e que se diverte com pouco. Se essas pessoas estão me acompanhando, acredito que é por quem eu sou, porque meu conteúdo é praticamente a minha rotina diária.

– Agora você também vai para a Twitch. Como surgiu essa ideia e o que as pessoas podem esperar das lives?

Lucca – Na twitch a ideia de lives surgiu porque desde que eu comecei no tik tok eu sempre gostei de fazer ao vivo, ouvindo música, dançando e sempre teve interação, mas achava que não era proveitoso. Acredito que a twitch é um ambiente mais aberto e possibilita melhor essa interação. Além de também poder fazer mais do que só um bate papo. Lá é também uma plataforma de streaming, que me possibilita fazer live conversando com quem tiver me assistindo, ou transmitindo algo, jogando. É uma plataforma bem abrangente.

– Além da criação de conteúdo, você tem a sua paixão pela fotografia e está se inserindo no mercado. Como surgiu sua relação com a fotografia e o que ela representa para você?

Lucca – A minha relação com a fotografia está presente desde sempre. Desde que me entendo por gente (risos). Sempre gostei muito de fotos, principalmente na minha pré-adolescência. Eu amava tirar fotos. Tirava de tudo, o tempo inteiro estava tirando fotos dos lugares, tentava montar meu feed no instagram bonitinho, da maneira tumblr que tinha na época. A fotografia sempre esteve presente. Ela representa para mim uma esperança, porque quando eu sinto que não estou me encontrando em nada, eu sei que tenho a fotografia. Sei que nela eu me encontro 100%, é onde tenho segurança. Tenho certeza que faço bem e confio no meu trabalho.

– Quem ou quais são suas maiores inspirações na fotografia?

Lucca – Minha maior inspiração na fotografia é o Gustavo Lima. É um fotógrafo que admiro muito. Conheci ainda mais a história dele no curso que ele disponibilizou e que tive a oportunidade de fazer. Amo a história de como ele cresceu na fotografia e toda a trajetória dele. Acho inspiradora. Considero linda a forma como ele tem um olhar pela fotografia. Admiro demais.

E como pessoa do meu cotidiano, que acho importante ter também como inspiração ou força, tenho a minha irmã por conta de toda a motivação, incentivo e apoio que ela me dá para a fotografia.

– Que mensagem você deixaria para quem quer entrar na vida de criador de conteúdo e para quem quer trabalhar com a fotografia?

Lucca – Para quem quer entrar na vida de criador de conteúdo eu indico se jogar e ir com o que tem pra oferecer, vai ser o suficiente. Talvez no começo não dê certo tão rápido, mas uma hora pode dar. Se joga, aproveita o tempo de criação e não fica pensando apenas para quantas pessoas está sendo entregue o que você fez. Pense na trajetória até isso. É muito importante perceber as coisas boas que você fez até chegar ao resultado final do vídeo, até chegar ao resultado final do que você está entregando para os seguidores e pensar no quanto aquilo foi divertido de fazer. Às vezes não vai sair como esperamos, não vai ser entregue para o número que esperamos, mas temos que ver o lado bom de alguma forma.

E na fotografia o mais importante é não se limitar. Não falar para você que não vai começar porque não tem câmera e que só tem celular. Vai com o que você tem também e mostre o seu olhar. Não tenha medo. Chame os amigos, fotografa paisagem e pessoas. Usa um celular ou uma câmera velha. Vai como conseguir e faz o seu olhar e represente quem você é.

Continue Reading

Uncategorized

Rodrigo Tardelli comenta evento online de “A Melhor Amiga da Noiva”, que reuniu cerca de 100 fãs

Published

on

Com a renovação da websérie “A Melhor Amiga a Noiva”, os proprietários da produtora de audiovisual independente responsável pela trama, a Ponto Ação Produções, idealizaram um evento online para que o público pudesse estar mais por dentro das gravações da nova temporada. O evento ocorreu no último dia 12, e contou com a participação de cerca de 100 fãs.

Produzida pela Ponto Ação Produções, produtora de audiovisual independente, “A Melhor Amiga da noiva” se tornou a websérie lésbica mais assistida da América Latina entre os anos de 2017 e 2018. O sucesso acumula hoje mais de 37 milhões de visualizações nos episódios das duas primeiras temporadas.

Com a presença dos atores Rodrigo Tardelli, Natalie Smith e Priscilla Pugliese, sócios da produtora e protagonista da trama, os fãs foram à loucura e puderam conferir detalhes e ter novidades em primeira mão.

O ator Rodrigo Tardelli esteve à frente de toda a produção de preparação, ao mesmo tempo em que rolavam as gravações da série. “Preparei todo o evento ainda durante a gravação. Enquanto a galera estava gravando, eu estava em outro local, mexendo em luz, preparando o zoom, links, agitando a galera, organizando tudo do roteiro do evento e separando as cenas que já havíamos gravado e exibiríamos. Ao mesmo tempo ia lá, ajudava e gravava também. Foi muito louco. Fizemos um milhão de coisas ao mesmo tempo”, conta Rodrigo.

Com público nacional e internacional, o evento foi um grande sucesso. “Foi maravilhoso e a galera amou muito. Foi ótimo poder ver a carinha deles, conversar e falar sobre a temporada, tirar dúvidas. Explicamos também sobre o porquê do retorno da série e pude falar mais sobre o retorno do Daniel”, comenta Rodrigo.

Devido à pandemia o evento aconteceu de forma online, formato pelo qual o ator Rodrigo Tardelli ainda não havia experimentado e afirma ter sido um momento muito especial. “Eu não tinha feito um evento online ainda. Foi uma experiência nova e gostosa. Quero voltar a fazer presenciais, mas gostei muito desse formato também. Fizemos em dois links: um nacional e outro internacional. Mudamos de cenário, colocamos as músicas temas da série para tocar enquanto a galera esperava. Eles interagiram muito e fizeram várias perguntas interessantes”, finaliza Rodrigo.

Continue Reading

Uncategorized

Hello world!

Published

on

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start writing!

Continue Reading

Trending

Copyright © 2017 Geração Z. Theme by Mega Group. powered by Rafael Nascimento.

Close Bitnami banner
Bitnami