Connect with us

Uncategorized

Paulo Alvarenga diz que é preciso entender os cinco estágios de luto para conseguir sair da falência emocional

Published

on

Saiba o que é falência emocional e como evitá-la : 5 estágios ligados a nossas necessidades e carências
Especialista em ambientes psicologicamente saudáveis, Paulo Alvarenga diz que é preciso entender os cinco estágios de luto para conseguir sair desse estado

Nos últimos 4 meses, lemos ou assistimos notícias sobre o índice de empresas e negócios que faliram. Tão habitual e real quanto a insolvência econômica, apesar de pouco debatida, é a falência emocional.

Como será que essas pessoas que perderam seus empregos, negócios e renda ou, até mesmo, as que não fazem parte desse cenário, mas que também vivem a crise, estão fazendo para sobreviver emocionalmente a esse período de insegurança e incerteza? O especialista em ambientes psicologicamente saudáveis e escritor dos best-sellers “Atitude que te move” e “Dance com os Seus Medos” dá dicas de como superar esse momento difícil e direcionar os seus esforços para o futuro.

“O primeiro passo é entender qual é o significado da palavra falência, que em nosso imaginário é sempre povoada pela esfera financeira, pela “quebra”, ruína, fracasso, decadência de algum negócio.E para que você entenda de maneira objetiva, vou usar essa analogia do mundo dos negócios, que faz parte do nosso imaginário, para você assimilar o que é Falência Emocional.Trabalho com CEOs e grandes organizações no Brasil há mais de 20 anos e, geralmente, quando uma empresa decreta falência, o principal motivo é porque a taxa de mudança externa dessa organização é maior do que a taxa de mudança interna. Ou seja, quando as mudanças no ambiente são maiores do que as mudanças de cada indivíduo, ela está fadada ao fracasso e à falência.Porque o mundo, o mercado, o posicionamento, tudo está mudando e, se a empresa não muda os seus processos, valores, posicionamento, tecnologia, ficará designada à falência.E quando olhamos para nós, podemos imaginar a mesma situação”, pontua o mentor.

Alvarenga destaca que estamos no meio de uma crise sem precedentes, vivenciando inúmeras mudanças em um curto espaço de tempo e tendo que lidar com todo tipo de sentimento e emoção: ansiedade, medo, frustração, raiva, vazio, oscilação de humor, impulsividade..

“Por isso, da mesma forma como acontece nas organizações, se a taxa de mudança externa for maior do que a taxa de mudança interna, esse indivíduo está predisposto a viver uma Falência Emocional. Se você se torna uma pessoa rígida, que não se adapta, que segue apenas as próprias regras, que é obsessivo por emoções e pensamentos negativos, vai chegar um momento em que você vai nutrir apenas emoções desgastantes”, explica o coach.

Ele diz que esse sentimento de falência emocional está diretamente conectado à nossa carência e necessidades emocionais.

E quando o indivíduo decreta falência emocional, ele está num forte estágio de sobrevivência, literalmente, lutando para sobreviver. Ele não consegue nutrir boas emoções e se percebe sempre sem direção, ansioso, com medo, o que intensifica ainda mais essas emoções, levando a casos de depressão, síndrome do pânico, burnout…

O empresário diz que para sair desse estado de Falência Emocional é preciso entender e respeitar os 5 estágios de luto. São eles: negação, raiva, tristeza, barganha e aceitação.

Primeiro estágio: negação

“É nesse estágio que a pessoa mais sente e nega que chegou à falência emocional. Existe muita confusão, choque e um medo excessivo. E faz parte negar, evitar e reagir com oposição à esse sentimento de falência”

“É importante respeitar esse processo, principalmente, num momento forte de crise, mas tendo consciência de que isso vai passar. A dor existe, e ficar preso ao sofrimento e a negação é uma questão de escolha. Mas passar por esse estágio faz parte da vida”.

Segundo estágio: raiva

“Nesse estágio, a pessoa entra num processo de irritação, frustração, muita raiva e ansiedade e, assim como no estágio de negação, é preciso reconhecer que a raiva também é uma emoção que existe e que faz parte da nossa vida”.

“A diferença está em quanto tempo a pessoa foca e permanece nisso, Se ela fica obsessiva em sentir raiva, ou, presa a situação que ocasionou isso, consequentemente ficará cada vez mais num estado de falência emocional. É muito importante respeitar cada estágio, mas reconhecer que é preciso avançar”.

Terceiro estágio: tristeza

“O terceiro estágio, na maioria das vezes, é o lugar em que as pessoas só conseguem focar na perda, e isso gera um desgaste profundo. Quando por exemplo, se perde alguém, o emprego, uma oportunidade, um estado emocional.. e para esse indivíduo o único caminho é enxergar a perda, como se não houvesse outra saída”

“Falta disposição, falta vontade, é como “jogar a toalha”. A pessoa não tem força para brigar, discutir, não se posiciona, é uma crise de energia”.

Quarto estágio: barganha

“É nesse estágio que a pessoa começa a lutar para encontrar um novo significado além da falência emocional. É a grande virada e é quando ela começa a se preparar para sair disso. Ela quer contar uma nova história para si mesmo, quer trocar de experiências, de estado emocional, e isso gera um novo significado interno”

“Nessa luta, ela começa a ter mais clareza de que é possível vencer a falência emocional, e é quando ela entra no último e quinto estágio, o de aceitação”.

Quinto estágio: aceitação

“Aqui, o indivíduo percebe claramente que passou por um processo de falência emocional e, por aceitar isso, consegue colocar um novo plano em ação. No estágio de aceitação é quando ele se move, é quando ele consegue colocar com vigor um plano em ação para realmente sair do estado de falência emocional”.

Para saber mais, acesse: bit.ly/maratonamatrizdaemocoes para se inscrever no curso Maratona Matriz das Emoções. Um curso100% on-line e gratuito, com mais de 10 horas de conteúdos totalmente exclusivos que vai te ajudar a evitar a Falência Emocional.Paulo Alvarenga diz que é preciso entender os cinco estágios de luto para conseguir sair da falência emocional

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Uncategorized

Água brasileira produzida a partir do ar da Floresta Amazônica recebe prêmio na Europa

Published

on

Água brasileira produzida de forma consciente a partir do ar da Floresta Amazônica, a “Ô Amazon Air Water”, comercializada desde 2019 no mercado Europeu, será premiada pela European Society for Quality Research – ESQR (Sociedad Europea para la Investigación de la Calidad), no “Quality Choice Prize 2022”, em Barcelona, Espanha. A água que ganhou o mercado de águas finas, teve reconhecida sua iniciativa que demonstra sucesso excepcional na gestão da qualidade.

Única homenageada brasileira, a Ô Amazon Air Water também representa a América Latina na premiação, juntamente com o Ministério da Cultura e do Turismo da Bolívia. Ambos receberão o prêmio no próximo dia 03 de julho de 2022, em Barcelona, durante cerimônia de apresentação do Prêmio Quality Choice Prize, que conta ainda com outros participantes de países como Japão, Alemanha, Estados Unidos, Canadá, Índia, Austrália, Portugal, Itália, Dinamarca, China, Suíça, Finlândia, Bélgica, Emirados Árabes, Singapura, Áustria, Angola e Irlanda. No recebimento do Prêmio, além do fundador presidente da Ô Amazon, Cal Junior, a empresa será representada por sua Diretora Institucional, Vilmara Moraes e pela sócia investidora Maíra Castro, que é embaixadora da Ô Amazon Air Water; ambas amazônidas que representam os povos da floresta. “Nossa delegação foi composta priorizando o protagonismo coletivo e com mulheres que tão bem simbolizam a força e a vida que a Floresta Amazônica representa para o mundo”, resume Cal Junior.

Cal Junior - Fundador Presidente da Ô Amazon - Foto: Divulgação

Cal Junior – Fundador Presidente da Ô Amazon – Foto: Divulgação

O prêmio reconhece anualmente as organizações, empresas, administrações públicas e indivíduos com ética e iniciativas que demonstrem um sucesso excepcional na gestão da qualidade e que maximizem todo o potencial dos seus serviços através de práticas orientadas para a qualidade. O programa de prêmios é administrado pela ESQR com sede em Lausanne, Suíça. “Nós criamos um produto a partir do ar mais puro do mundo. Uma água de altíssimo padrão que atende o mercado de águas finas, por meio de um sistema integrado com energia renovável limpa e logística perfeita, já que nossa produção funciona no coração da Amazônia”, analisa Cal.

De acordo com seu presidente, hoje a Ô Amazon representa para o Brasil uma nova concepção a respeito da necessidade de se salvar a Amazônia, observando que ela é a geradora de um produto de alto padrão de exclusividade, máximo valor agregado, com ganho cultural e social e com zero impacto ambiental. “Nós representamos uma nova forma de desenvolvimento consciente que transforma essa percepção de que a Amazônia precisa ser salva. Nós somos a última fronteira verde. É a Amazônia que vai salvar o mundo”, enfatiza Cal Junior, explicando que diferente dos “heróis” ativistas que se limitam às redes sociais, o projeto Ô Amazon Air Water é audacioso e altruísta, com capacidade de inovação e realização meticulosamente pensados.

Ô Amazon Air Water - Foto: Divulgação

Ô Amazon Air Water – Foto: Divulgação

Além da participação no Prêmio, no dia 5 de julho, ainda em Barcelona, a Ô Amazon irá realizar evento de pré-lançamento da edição Vitória Régia, garrafa de 1,5 litros, no Torre D’alta Mar Restaurant. A água virá com embalagem exclusiva incluindo postcard de artistas renomados da Amazônia. A iniciativa inovadora fará das embalagens da Ô Amazon um canal de divulgação com o projeto “Sem barreiras – Sem fronteiras” que utiliza as embalagens como uma espécie de galeria móvel para a arte amazônida. Durante o evento, os participantes poderão degustar uma amostra exclusiva da edição Onça Pintada, da Ô Amazon Air Water.

Sobre a Ô Amazon Air Water

Uma água única, extraída da pureza da umidade da Floresta Amazônica, a Ô Amazon Air Water é fruto de um projeto ambiental pautado em uma nova concepção de negócio consciente. Disponível em nova embalagem, a edição Vitória Régia, que chega ao exigente mercado de águas finas por €180 euros, é produzida em Barcelos, primeira capital do Amazonas, localizada no coração da maior floresta tropical do mundo.

Ô Amazon Air Water - Foto: Divulgação

Ô Amazon Air Water – Foto: Divulgação

A empresa Ô Amazon E.P. Ltda.

Com sede em Barcelos, no coração da Amazônia, a Ô Amazon E.P. Ltda foi fundada em 2010, pelo empreendedor socioambiental Cal Junior, e já teve investidos mais de R$ 20 milhões próprios, de seus associados e de capital arrecadado de bancos privados. A empresa é detentora da tecnologia GAUA (Gerador de Água da Umidade do Ar), que consiste em retirar água da umidade do ar e torná-la própria para o consumo humano, graças a processos que além de não comprometerem a floresta, ajudam em sua manutenção por meio de parcerias e projetos sociais. O resultado é uma água de pureza inigualável e de alto valor socioambiental agregado.

Ô Amazon Air Water - Foto: Divulgação

Ô Amazon Air Water – Foto: Divulgação

Fale conosco:
Imprensa Ô Amazon
Fone: (44) 9 9941-8232
E-mail: imprensa@virgocomunicacao.com.br

Continue Reading

Uncategorized

Advogada Weslaine Milhomem é Premiada em Paris no Portuguese Brazilian Awards

Published

on

Weslaine Milhomem, é brasileira, formada em Direito através da Universidade Veiga de Almeida, situada na cidade do Rio de Janeiro, e atualmente reside há 04 anos nos Estados Unidos.

“Me formei em 2003. Passei na OAB em 2004. Trabalhei por mais de 10 anos na área de Direito Imobiliário como chefe do Registro de Imóveis do 1º Ofício de Cabo Frio – RJ”, declara orgulhosa a Weslaine.

Em 2016, Wes, como é conhecida carinhosamente, resolveu abraçar a causa dos imigrantes brasileiros nos Estados Unidos. Integrante da equipe The Yerman Group Attorneys at Law, um dos escritórios mais conceituados nos Estados Unidos, ela é a responsável por todos os brasileiros que chegam ao escritório. Segundo ela, é uma grande responsabilidade mas também é um prazer em ajudar seus conterrâneos a realizarem seu sonho americano.

Weslaine Milhomem com o Troféu Portuguese Brazilian Awards - Foto: Acervo Pessoal

Weslaine Milhomem com o Troféu Portuguese Brazilian Awards – Foto: Acervo Pessoal

“O sonho de morar nos Estados Unidos tem se tornado cada vez mais presente entre os brasileiros. Muitas pessoas arriscam alto, todos os seus bens materiais, laços familiares e em alguns casos até mesmo a sua própria vida para realizar esse sonho. Afinal, em se tratando de sonhos não há tempo ou dinheiro a perder”, relatou a advogada.

E justamente por ser essa advogada brasileira de destaque, que adora ajudar e a fazer a diferença na comunidade Brasileira nos Estados Unidos, que Weslaine foi laureada no último dia 03 de Junho, em Paris, e recebeu o troféu do Prêmio Portuguese Brazilian Awards.

A premiação tem como principal objetivo reconhecer, valorizar e premiar os brasileiros e portugueses que se destacam em âmbito nacional ou internacional, em suas áreas de atuação. Todos os laureados foram profissionais que possuem uma história de inspiração e sucesso.

Marcilia Luzbet e Weslaine Milhomem - Foto: Tom Bueno / Divulgação

Marcilia Luzbet e Weslaine Milhomem – Foto: Tom Bueno / Divulgação

A advogada foi destaque durante a 7ª edição da Premiação Portuguese Brazilian Awards, que é realizada pela empresária brasileira Marcilia Luzbet, e que também é a CEO da Luzbet Productions, onde o evento foi apresentado pela atriz Antonia Fontenelle e também o ator Oscar Magrini, em uma noite de gala e muito glamour, com direito inclusive a desfile em passarela com tapete vermelho.

O troféu era uma réplica da Torre Eiffel, e o evento reuniu profissionais relacionados das áreas Empresarial, Artística, Jornalística, Jurídica, Literária, Médica, Esportiva, Educacional, os quais foram recepcionados com muito requinte e posteriormente todos participaram de um saboroso jantar regado a champanhe.

Oscar Magrini e Weslaine Milhomem - Foto: Acervo Pessoal

Oscar Magrini e Weslaine Milhomem – Foto: Acervo Pessoal

Weslaine Milhomem, Humberto Saturnino e Antonia Fontenelle - Foto: Acervo Pessoal

Weslaine Milhomem, Humberto Saturnino e Antonia Fontenelle – Foto: Acervo Pessoal

Continue Reading

Uncategorized

Artista Plástica e Design de Ambiente Márcia Maksy Makkos é Premiada em Paris

Published

on

Márcia Maksy Makkos é uma brasileira, que nasceu na cidade de Curitiba no Paraná e mora há 20 anos em New York. Márcia é casada com Thomas Makkos, e juntos possuem um casal de filhos que é o fruto mais lindo desta união. Thomas nasceu em Atenas, na Grécia, porém reside há 50 anos em New York.

Juntos o casal são empresários do requintado ‘Restaurante Nello’, um restaurante de comidas italianas que existe há 25 anos em New York e considerado um dos melhores no ramo, sendo frequentado por celebridades como Jennifer Lopez, Arnold Schwarzenegger, Hillary Clinton, entre muitas outras personalidades da mídia.

Márcia, que é Artista Plástica e Design de Ambiente, disse: “Com o dom da arte e o poder da criação, sempre ousei ir além das fronteiras tradicionais da minha própria imaginação. Com um espírito livre e romântico manifesto meus dons artísticos com infinita criatividade e muita conexão”.

Em 2019 ao criar uma decoração no Restaurante Nello para o ‘Valentine’s Day’, surgiu a grandiosa ideia de utilizar 12 gigantes ursos de pelúcia na cor vermelha, onde eles ficaram expostos nas mesas, celebrando o dia do amor.

Decoração do Restaurante Nello para o 'Valentine's Day' - Foto: Acervo Pessoal

Decoração do Restaurante Nello para o ‘Valentine’s Day’ – Foto: Acervo Pessoal

A sua ideia chamou rapidamente a atenção de todos e gerou um grande sucesso, que chegou inclusive a parar o trânsito da Avenida Madison em New York, onde todos queriam tirar fotos e registrar os enormes ursos sentados na frente do restaurante, além de ter gerado muitas reportagens para a televisão e os jornais locais e os internacionais, trazendo muita alegria até o presente momento para a cidade de Nova Iorque.

Todo este talento e criatividade que possui como Artista plástica, rendeu para a empresária uma premiação que foi realizada no último dia 03 de Junho, em Paris, devido ao seu grande mérito em destaque pelas artes que possui.

Na ocasião com direito a passarela em tapete vermelho, em uma noite de gala e muito glamour, Márcia Maksy Makkos, foi laureada durante a 7ª edição da Premiação Portuguese Brazilian Awards, que é realizada pela empresária brasileira Marcilia Luzbet, que é CEO da Luzbet Productions.

Thomas Makkos, Márcia Maksy Makkos e Marcilia Luzbet - Foto: Tom Bueno / Divulgação

Thomas Makkos, Márcia Maksy Makkos e Marcilia Luzbet – Foto: Tom Bueno / Divulgação

A premiação tem como principal objetivo reconhecer, valorizar e premiar os brasileiros e portugueses que se destacam em âmbito nacional ou internacional, em suas áreas de atuação. Todos os laureados foram profissionais que possuem uma história de inspiração e sucesso.

O troféu foi uma réplica da Torre Eiffel, e o evento reuniu profissionais relacionados das áreas Empresarial, Artística, Jornalística, Jurídica, Literária, Médica, Esportiva, Educacional, os quais foram recepcionados com muito requinte com direito a tapete vermelho e um saboroso jantar, regado a champanhe.

Márcia Maksy Makkos e o esposo Thomas Makkos - Foto: Tom Bueno / Divulgação

Márcia Maksy Makkos e o esposo Thomas Makkos – Foto: Tom Bueno / Divulgação

Márcia Maksy Makkos e Marcilia Luzbet - Foto: Tom Bueno / Divulgação

Márcia Maksy Makkos e Marcilia Luzbet – Foto: Tom Bueno / Divulgação

Continue Reading

Trending

Copyright © 2017 Geração Z. Theme by Mega Group. powered by Rafael Nascimento.

Close Bitnami banner
Bitnami