Connect with us

Games

Mid Season Invitational acabou, confira tudo que rolou nessa final!

Published

on

A cidade maravilhosa foi palco do primeiro evento internacional da Riot Games em 2017, o Mid Season Invitational 2017 de League of Legends e nós estivemos de perto acompanhando tudo que rolou, onde depois de aproximadamente 2 horas e 21 minutos somando o tempo das 4 partidas que foram necessária na grande final, a equipe que sagrou-se campeã foi SK Telecom T1 (SKT), após partidas espetaculares contra os europeus da G2 Esports, mas antes de começarmos a descrever a final, é necessário falar da atmosfera do local, a Jeunesse Arena estava parcialmente lotada, apesar de alguns lugares o público sem dúvida compareceu em peso.

Palco da final

O público presente estava ansioso para ver um dos melhores jogadores de League of Legends em ação, Lee “Faker” Sang-hyeok da SKT, e isso foi notável pelo barulho ocasionado pelos fãs quando seu nome foi anunciado no telão ainda na etapa pré jogo, continuando na etapa pré jogo, o jogador Han “Peanut” Wang-ho que se encontra entre um dos melhores jogadores do mundo de League of Legends, quando seu nome passou no telão os fãs fizeram bastante barulho, mas vale ressaltar que quando a equipe da G2 foi apresentada no telão, todo o público da arena fez o mesmo som, gritando G2 e causando bastante barulho, apesar da SKT ser favorita, o público estava ali para ver uma grande partida e torcendo para uma surpresa, pois como a equipe da G2 descreveu em sua entrevista pré jogo, que ninguém acreditava que eles chegariam na final e eles surpreenderam chegando, onde eles buscariam levar o título e que se perdessem não seria nada fácil, pois eles prometeram bastante esforço.

Sem dúvidas esforço não faltou por parte da equipe da G2, na primeira partida tivemos um começo impressionante por parte da G2, onde o jogador Luka “PerkZ” Perković estava anulando Faker, com 10 minutos de jogo a G2 estava com 3 a 0 em número de kills, onde todos os 3 kills foram do PerkZ em cima do Faker, com 15 minutos o contador de kills marcava 4 a 0 da G2 contra a SKT sendo 4 mortes de Faker, porém a G2 não conseguiu abrir grandes vantagens contra a SKT, pois o jogador Peanut estava em um dia inspirado e com excelentes jogadas começou a reação da SKT, ele foi essencial para a vitória conquistada pela SKT no primeiro, ele conseguiu realizar triple kill duas vezes na partida, onde apesar da G2 ter começado bem superior a SKT, não conseguiu abrir vantagem, e que de forma espetacular a SKT conseguiu uma reação e levou a primeira partida contra a G2, vale o destaque para Peanut.

Na segunda partida, vimos mais uma vez um começo espetacular da G2, onde PerkZ continuava levando a melhor contra Faker, a G2 conseguiu combinar sua pressão inicial com um avanço rápido e anulou assim qualquer chance de reação para a SKT, levando a segunda partida, assim empatando o placar da final. 30 min

Na terceira partida, vimos o jogador Faker melhor que nas duas partidas anteriores e começou a partida levando a melhor sobre PerkZ, nessa partida ao contrário das anteriores, aparentemente a SKT entendeu o estilo de jogo da G2 e começou melhor que eles, onde Peanut e Faker estavam fazendo uma excelente, a G2 em desvantagem tentou até renascer com boas jogados, mas os 3 kills seguidos de Peanut e Faker abriram caminho para sua equipe avançar e deixar a G2 em apuros, onde ela não pode fazer muito e acabou perdendo a terceira partida, a SKT volta a tomar a frente no placar da decisão.

Na quarta partida, vimos a equipe da G2 muito inferior a SKT, coisa que não aconteceram em partidas anteriores, em 25 minutos de partida, a SKT já havia derrubado 5 torres, em 28 minutos a SKT derrubou 8 torres enquanto a G2 havia derrubado apenas 1, o número de kills estavam no mesmo ritmo 11 contra 5, Peanut e Faker mais uma vez conseguem fazer um excelente partida, mas é até injusto elogiar apenas os dois, pois a equipe da SKT fez uma excelente partida, onde a equipe da G2 não apresenta reação contra a boa vantagem da SKT e acabou perdendo o jogo e consequentemente o campeonato, após uma partida avassaladora por parte da SKT, que se sagrou bicampeã do Mid Season Invitational.

A G2 Esports foi com os seguintes jogadores: Dae-han “Expect” Ki, Kim “Trick” Kang Yoon, Luka “PerkZ” Perkovic, Jesper “Zven” Svenningsen e Alfonso “Mithy” Aguirre Rodriguez.

Enquanto a SK Telecom T1 foi com os seguintes jogadores: Heo “Huni” Seung-hoon, Han “Peanut” Wang-ho, Bae “Bang” Jun-sik, Lee “Wolf” Jae-wan e Lee “Faker” Sang-hyeok.

SKT na coletiva de imprensa.

Na opinião do autor os jogadores citados na matéria, foram os jogadores com mais destaque na final do MSI 2017, na equipe da SKT foram Peanut nas 4 partidas e Faker que não começou jogando bem, mas teve uma recuperação no seu jogo e foi um dos destaques nas duas últimas partidas, por parte da G2 foi o PerkZ que jogou muito bem em quase todas as partidas, não apareceu muito nas duas últimas partidas, onde na terceira partida viu Faker começar a levar a melhor, o que não havia acontecido nas duas primeiras partidas.

O placar da final do MSI 2017 ficou 3 a 1 para SKT sobre a G2, e aí acertou o seu palpite? E a pergunta que fica no ar, será que alguém é capaz de parte de parar os coreanos da SKT?

Games

HOMELESS – Um game intenso e profundo sobre o significado “LAR”

Published

on

Homeless

Homeless é um game de suspense e terror psicológico que foge dos clichês de jumpscares. O que desejamos, é a imersão e o envolvimento com a conjuntura em que o protagonista está vivendo, e não forçar aqueles gritos altos para simplesmente te assustar. O jogo, cem por cento brasileiro, que está em desenvolvimento pela Blaster Lizard Co., é um prato cheio para os fãs das clássicas franquias como Silent Hill e Alone In The Dark.

O roteiro é baseado na história de Jackson Thomaz, diretor e roteirista do jogo. “Durante toda a minha vida, visitar minha avó materna era um momento de refúgio. Um momento de paz e tranquilidade, uma espécie de fuga da agitada vida na cidade grande”, diz Thomaz sobre Mococa, a cidade que inspira Santa Cecília.

Além do clima de suspense estar inserido de forma orgânica em todo o jogo, Homeless traz à tona temas atuais e relevantes – que se desenrolam conforme o protagonista recupera sua memória, tais como a importância do cuidado com a saúde mental, violência doméstica, relações abusivas e muito mais.

As referências estéticas – visuais e sonoras – nos anos 90, trazem o sentimento nostálgico. A trilha sonora foi composta exclusivamente, e traz como inspiração os sintetizadores dos anos 80 e o mesmo clima dos filmes de terror “trash” da época. A mistura destes elementos é dosada na medida certa, tornando-o misterioso, desafiador e despertando o interesse de qualquer geração.

Os jogadores exploraram a pacata e misteriosa cidade, tentando desvendar o próprio personagem principal. A trama se desenvolve após o retorno de ‘Nelson Santana’ à casa onde passou sua infância. Nelson tem problemas de memória e sofre de ansiedade e, por isso, volta a Santa Cecília, em busca de informações que possam revelar a verdadeira história sobre seu passado.

Os personagens tem peculiaridades únicas, e por isso, contamos com um elenco de dubladores experientes. Rafael Santin dá voz ao protagonista; Lu Chagas e Ricardo Schnetzer são Selma e Ernesto Santana, os pais que Nelson tanto procura. Contamos também com Pedro Pauleey, Victória Vergamine, Lara Cardoso e João Pedro Sikora.

O jogo está no Catarse com campanha de arrecadação de R$6.000,00 para o pontapé inicial da produção, que foi afetada pela pandemia do novo coronavírus. Para saber mais sobre Homeless acesse o link https://www.catarse.me/homeless, divulgue e contribua para esta produção, incentivando a cultura local e a produção criativa de games no Brasil.

Outros canais Homeless: https://linktr.ee/homelessjogo

Continue Reading

Games

Game Chaves Kart é lançado no Brasil para smartphones

Published

on

Em uma nova e divertida aventura, o piloto favorito da vizinhança está pronto para competir no game mobile Chaves Kart.

Basta selecionar seus personagens favoritos da série televisiva e competir nas incríveis pistas de corrida.

Ao entrar no carrinho de churros e começar a colecionar os cartões do Chaves, é possível desbloquear novos personagens, karts e pneus. Quanto mais corridas forem concluídas, aumentam as habilidades para se tornar mais rápido.

O game também permite personalizar seu avatar, com diferentes cortes e cores de cabelo, trocas de roupas e teste de acessórios para criar o piloto dos sonhos.

O jogo está disponível para Android e iOS gratuitamente.

https://www.youtube.com/watch?v=sS-EXj3sEG0&feature=emb_title 

Continue Reading

Games

Pesquisa mostra que PlayStation 4 é o console mais popular do Brasil

Published

on

Os brasileiros têm consumido cada vez mais jogos eletrônicos: 73,4% da população já o faz, o que indica um crescimento de 7,1% em relação a 2019. É o que indica a Pesquisa Game Brasil 2020, que traçou o perfil do gamer brasileiro, e entrevistou 5.830 pessoas de todas as regiões do país entre 1 e 16 de fevereiro.

Crédito: Reprodução/ Pesquisa Game Brasil 2020

Jogar por meio de consoles ainda é um território dominado pelo público masculino (63,2%), mesmo que as mulheres tenham uma significativa presença na plataforma (33,7%). Elas ainda preferem jogar pelo celular (69,9%).

O público dos consoles tende a ser de adultos de 25 a 34 anos (37,5%), seguido de idades entre 35 e 54 (32,9%). Mas os jovens, de 16 a 24 anos, também são relevantes (29,6%), o que mostra que a plataforma é bem versátil.

Em relação a marca, Playstation é a mais popular. Dos entrevistados, 38,4% responderam que tem o PlayStation 4 em casa, seguido de Xbox (29,4%), Playstation 2 e 3 (23,6% e 22,6%, respectivamente), Xbox One (22,5%) e Playstation 4 Pro (11%). Para 39,7%, o Playstation 4 é o preferido, seguido do Playstation 4 Pro (22,5%).

As cinco categorias mais jogadas são ação (89,9%), aventura (88%), estratégia (86,1%), corrida (86%) e atirador (85%). E as cinco menos são tabuleiro, cartas, quebra-cabeça, música e cross-platform.

Mais da metade já costuma jogar on-line com outros jogadores, correspondendo a 58,2% dos entrevistados, ante a 41,8% que não joga dessa forma. Comparada às outras categorias, a imersão do jogo on-line nos consoles é maior. As sessões duram de uma a três horas (49,2%) e a rede mais usada é a Playstation Network (53,7%).

Continue Reading

Trending

Copyright © 2017 Geração Z. Theme by Mega Group. powered by Rafael Nascimento.

Close Bitnami banner
Bitnami