Connect with us

Televisão

One Day At A Time (2ª Temporada) – “Dale, Papito, Dale!”

Published

on

One Day At A Time foi uma das grandes surpresas de 2017. A série, estrelada por Justina Machado, se destacou por abordar de forma leve e engraçada, temas como empoderamento feminino, sexualidade, diversidade cultural, imigração, etc. Agora, em sua segunda temporada, a série voltou um pouco mais madura, ainda seguindo sua característica principal de tocar em assuntos relevantes de forma leve, mas, dessa vez, sem medo de proporcionar momentos mais dramáticos e sérios.

A nova temporada abordou temas como identidade de gênero, xenofobia, depressão, armamento, poder de voto, nacionalidade, entre outros.  Isso tudo de forma natural, sem deixar de lado o humor característico da série.

one day at a time - segunda temporada

O desenvolvimento dos personagens também foi muito bem trabalhado, não deixando nenhuma ponta solta entre as duas temporadas. Além disso, essa temporada conseguiu dar mais espaço para personagens que antes acabavam ficando como secundários à conturbada relação entre mãe, filha e avó desenvolvida na primeira temporada.

Alex (Marcel Ruiz), por exemplo, ganhou um episódio focado no personagem. E Schneider (Todd Grinnell), o vizinho sem noção, protagonizou grandes momentos ao longo da temporada. Seu discurso para Lydia (Rita Moreno) no episódio final foi de tirar lágrimas do espectador.

A série também buscou construir novas dinâmicas. Um dos destaques sendo a amizade entre Penelope (Justina Machado) e Schneider. Foi bem interessante ver como ele a relação entre os dois cresceu e ele acabou se tornando um amigo e confidente para a personagem principal.  Apoiando-a no momento em que ela mais precisava.  O elenco pareceu estar ainda mais entrosado do que na temporada anterior. A dupla formada por Elena (Isabella Gomez) e Schneider, também conseguiu render bastante, além de aproximar os dois personagens.

one day at a time - segunda temporada

Essa temporada, ainda, introduziu dois novos personagens Max (Ed Quinn), paramédico, veterano do exército, interesse amoroso de Penelope. E Syd (Sheridan Pierce), personagem não-binário, interesse amoroso de Elena. Os dois personagens se encaixaram muito bem na série, contribuindo para o desenvolvimento da história e dos personagens principais. Além disso, a série contou com a participação especial de Ivonne Coll, a Alba da série Jane The Virgin.

De modo geral, a segunda temporada de One Day At A Time, deu a série maior profundidade e dimensão, não só em relação ao conteúdo. É preciso dizer, também, que a série cresceu em sua construção espacial. Adicionando mais cenários, como o hospital, o colégio das crianças, a casa de Max, entre outros.

Dessa forma, One Day At A Time continua se mostrando uma série inteligente, atual e relevante. Sendo, provavelmente, uma das melhores comédias da Netflix.

Televisão

Conheça a Linha Produções: produtora de audiovisual que tem como missão dar voz às minorias

Published

on

No cenário atual de luta contra os mais diversos tipos de preconceitos, produções audiovisuais que abordam problemáticas sociais contribuem para o avanço da quebra de padrões definidos por uma parte da sociedade que desmerece a escolha e o sentimento do outro. A produtora independente de audiovisual, Linha Produções, compõe o time das produtoras que produzem webséries com conteúdos LGBTQ+.

Hoje liderada por mulheres, a Linha Produções foi criada em 2017 pela diretora, roteirista e jornalista, Thaiane Soares, que atualmente conta com a sócia e atriz Maria Clara Rolim no controle em conjunto da empresa e no processo de criação dos projetos.

A produtora surgiu, não só da ideia de formar uma equipe de produção coletiva, mas também do desejo da proprietária Thaiane Soares de mostrar sua visão para o mundo e produzir conteúdo que possa servir como representatividade, principalmente por se tratar de conteúdo LGBTQ+, o qual ainda possui pouca referência no ramo audiovisual a nível nacional, como nas grandes emissoras de TV.

A proprietária da Linha Produções reforça a importância da abordagem nas produções brasileiras e considera como uma forma de tentativa de reeducação da sociedade que desmerece as diferentes formas de amor. “Não acho que essa reeducação será rápida e nem fácil, mas acredito que as produções LGBTQ+ nacionais estão sendo um dos primeiros passos para normalização e a igualdade”, afirma.

Foto: Divulgação

A também proprietária da produtora, Maria Clara Rolim, vê a produção audiovisual LGBTQ+ como uma força de representação de todos aqueles que não se sentem acolhidos pelos conteúdos já existentes. “É uma tentativa de normalizar e de quebrar com os padrões pré-estabelecidos na sociedade, e dessa forma dar voz, dar um verdadeiro chute no armário, e acabar com um falso moralismo que tenta engolir, que tenta calar a comunidade LGBTQ+. A sociedade é plural e a arte, podendo ser considerada um reflexo da vida, também deve ser”, completa Maria Clara.

Atualmente o canal do youtube conta com 65 mil inscritos e é um grande referencial representativo da comunidade na internet. Os sucessos já produzidos pela produtora e publicados na plataforma são: Além de Alice, Lívia Através da Lente, Área Cinza e Magenta. Um dos próximos projetos a serem estreados é a série “Encontro”, que estará ainda este ano no ar.

Continue Reading

Televisão

Sérgio Malheiros estreia hoje programa Clube dos Três no AdoroCinema

Published

on

No ar na novela “Verão 90”, o ator Sérgio Malheiros não para e está com um projeto paralelo! Ele e o crítico e jornalista Renato Hermsdorff estreiam hoje o programa de debates “Clube dos Três” no site, no Facebook e no YouTube do AdoroCinema. A cada episódio, Sérgio e Renato levam um influenciador para conversar sobre os assuntos mais comentados do universo cinematográfico, unindo informação, humor e boas histórias. O programa, será exibido semanalmente, todas as quartas-feiras às 19h.

O Sérgio é super apaixonado pelo universo do cinema, inclusive tendo atuado em dois longas nesse ano: Cinderela Pop e Cine Holliúdy 2. Além disso, vem aprimorando sua veia artística como diretor através do projeto paralelo com sua produtora, a Malheiros Filmes.

Continue Reading

Televisão

Série da Netflix estreia com Rodrigo Candelot

Published

on

O ano começou agitado para Rodrigo Candelot. Ele está no elenco junto com Thaila Ayala e Mel Lisboa de “Coisa Mais Linda”, produção brasileira da Netflix, que estreia nesta sexta-feira (22).

Ambientada nos 1950, a série tem como história principal o surgimento da Bossa Nova e do Beco das Garrafas. Paulo Sérgio é o personagem de Candelot, um Chefe de Redação bem machista e debochado, que trabalha na revista feminina Ângela. O ator vai contracenar diretamente com Thereza, vivida por Mel Lisboa.

E Rodrigo não para por aí: a partir de maio ele estará no ar na tela da RecordTV, na nova novela “Topíssima”, escrita por Cristiane Friedman.

Por. Dan Nascimento/ Redação RJ

Rodrigo Candelot

Rodrigo Candelot/ Foto: Divulgação/ DS Assessoria

Rodrigo Candelot

Rodrigo Candelot, Thaila Ayala e Mel Lisboa/ Foto: Divulgação/ DS Assessoria

Rodrigo Candelot

Rodrigo Candelot, Thaila Ayala e Mel Lisboa/ Foto: Divulgação/ DS Assessoria

Continue Reading

Trending