Connect with us

Games

The Game Awards 2017

Published

on

Dezembro chegou e é nesse momento que você percebe que 2017 está chegando ao fim e que não falta muito para o natal e o ano novo, mas dezembro também traz contigo a premiação mais importante do mundo do games, a The Game Awards, que em 2016 elegeu como melhor jogo o tão popular Overwatch.

Os jogos mais premiados do evento foram CupheadHellblade: Senua’s Sacrifice, e o grande vencedor da noite, como esperado por muitos foi o exclusivo da Nintendo:  The Legend of Zelda: Breath of the Wild, sendo coroado assim como o jogo de ano de 2017.

Game of the Year – The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

A premiação deu espaço para alguns anúncios, incluindo uma nova heist para o Grand Theft Auto V que chega dia 12 de dezembro, Sea of Thieves ganha data de lançamento para 20 de março de 2018, desenvolvimento exclusivo de Bayonetta 3 para Nintendo Switch e o anúncio do sexto jogo da franquia SoulCalibur, você confere o trailer logo abaixo:

Segue abaixo a lista dos vencedores:

Game of the Year (Jogo do Ano) –  The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Narrative (Narrativa)What Remains of Edith Finch desbancou jogos como NieR: Automata e Horizon: Zero Down e ficou com o prêmio melhor narrativa.

Action Game (Jogo de Ação) Wolfenstein II: The New Colossus.

Action/Adventure Game (Jogo de Ação e Aventura) – The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Audio Design (Design de Áudio)Hellblade: Senua’s Sacrifice.

Art Direction (Direção de Arte)Cuphead.

Debut Indie Game (Estreia Indie)Cuphead.

Fighting Game (Jogo de Luta)Injustice 2.

Game Direction (Direção)The Legend of Zelda: Breath of the Wild.

Game for Impact (Jogo de Impacto) – Hellblade: Senua’s Sacrifice.

Independent Game (Jogo Independente)Cuphead.

Sports/Racing Game (Jogo de Esporte)Forza Motorsport 7.

Atualizado dia 08/12/2017 às 10:05.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Games

BGS: Um pouco sobre o surpreendente e empolgante Black Iris

Published

on

Passando pela parte indie na BGS encontrei um jogo chamado Black Iris, um jogo o qual eu não consegui passar e não olhar, e mais além, não consegui passar e não voltar para jogar, e digo para vocês, que jogo fantástico.

Em Black Iris, você é a Irís, ela está em busca de sua memória para descobrir as razões de sua existência, tendo que sobreviver em meio a um mundo caótico repleto de inimigos poderosos que no menor deslize lhe mantaram, uma coisa que é importante ressaltar é que o jogo não é fácil, em momentos é necessário que você leve alguns golpes para aprender e ai sim derrotar o inimigo.

Irís, protagonista em Black Irís.

Os desenvolvedores inspiraram-se em títulos como Dark Souls, The Witcher e Devil May Cry, então se você gosta de RPG e de alguns dos títulos citados anteriormente, certamente você irá se apaixonar por Black Iris.

Em uma rápida conversa com Abraham Kim, idealizador do jogo e desenvolvedor do jogo, nós perguntamos algumas coisas para ele e uma das coisas mais interessantes dessas perguntas é o motivo de optar por um sistema de dash e não de rolagem e ele respondeu: “O Black Irís apesar de ser inspirado em Dark Souls III, a gente tem muita garra de tirar um pouco dessa influência de Dark Souls III do gameplay, o que queremos é que o player olhe, pegue a inspiração, comprem e quando joguem não lembre mais de Dark Souls, uma das diferenças é que o jogo é mais fast experience e não de pacience time, é de ação e reação e o fato de o dash ser mais rápido que rolar, da a oportunidade dele atacar mais rápido, de interromper as animações de desviar mais rápido, tudo no Black Irís é mais rápido que no Dark Souls, então a gente pretende criar uma experiência um pouco diferente, um pouco mais frenética e com uma história mais triste também.”

O jogo tem previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2018 e estará disponível para PlayStation 4 e PC, com preço entre 30 a 40 reais, um preço especial para o público brasileiro.

A entrevista completa você confere em breve em nosso canal no YouTube.

E ai, se interessou? Pensa em adquirir, deixe sua opinião ai nos comentários!

Continue Reading

Games

BGS: Detroit: Become Human – Primeiras Impressões

Published

on

Jogamos um dos principais exclusivos de PlayStation para o ano que vem, Detroit: Become Human.


Se você assistiu a E3, o que vimos aqui na BGS é uma versão jogável do Detroit Become Human. Aí você pensa? Vou jogar uma demo para já saber o final dela? Está aí uma das coisas mais interessantes desse jogo: suas escolhas determinaram o sucesso ou fracasso da missão. Você pode explorar o cenário por completo para entender os motivos daqueles acontecimentos e depois disso ir para o local onde seu inimigo se encontra, ou você pode simplesmente ignorar a parte da exploração e ir direto ao inimigo, correndo um risco enorme de fracasso.

O jogo funciona de uma forma que os comandos aparecem na tela e você os faz para executar a ação, sua movimentação é livre pelo cenário e quando uma investigação for necessária aparecerá um comando para que você faça aquela ação caso queira começar a reconstituição da cena.

A reconstituição da cena é um dos pontos mais interessante, pois ao executar a ação para iniciar a reconstituição da cena, você irá direcionar a visão do seu personagem para que apareçam novas ações para realizar, após cumprir todas essas ações você conseguirá assistir a uma cena mostrando o que aconteceu e você tendo vários ângulos para observar. Além disso em cada reconstituição podem haver mais provas, como por exemplo, se a vitima está segurando algo, você pode ir observando onde esse objeto parou e depois ir até o objeto e examina-lo.

Escolhas e taxa de sucesso atual antes da escolha.

Detroit é baseado nas suas escolhas e elas te indicarão uma taxa de sucesso que você pode obter na negociação, então como o jogo mesmo te diz logo no inicio, cada segundo conta. Se você demorar muito, o inimigo que você está negociando, pode ficar mais nervoso, inclusive existe uma opção que você pode optar por ver a reação do inimigo, e assim saber se você está seguindo o rumo certo nessa negociação ou não.

Outra coisa também interessante aqui é que, dependendo das suas escolhas, você pode acabar percebendo ou se perguntando se as escolhas que você fez eram as melhores para aquele momento, ou será que poderiam haver outras saídas. Para obter sucesso na missão você pode optar por mentir, criando uma ilusão no seu inimigo, onde ele ache que você está sendo sincero e que é alguém que ele possa confiar, ou você pode tentar ser sincero e ver no que dá, lembrando que você tem opção de olhar a expressão do seu inimigo, uma ação que parece boba, mas que no fim acaba sendo crucial.

Continue Reading

Games

BGS: Aberta a décima edição da Brasil Game Show

Published

on

A Brasil Game Show abriu suas portas ontem, 11/10, repleta de atrações e convidados incríveis como Phil Spencer e Hideo Kojima, para citar alguns. Entretanto o acesso restrito para a imprensa, convidados VIPs e público que adquiriu ingressos Premium.

Hoje, dia 12/10 (Dia das Crianças), a maior feira de games da América Latina começa a receber o público geral do evento, em sua décima edição. Os visitantes poderão experimentar jogos de sucesso e até mesmo alguns que ainda nem foram lançados.

Os estandes de gigantes como PlayStation e Xbox estão repletos de estações com títulos como: Cuphead, Forza 7, Detroit: Become Human e muito mais. Isso sem falar nos incríveis Xbox One X e PSVR.

O estande da Twitch será palco de apresentações de peso no BGS Talks. Nomes como Nolan Bushnell, criador do Atari, Ed Boon, criador de Mortal Kombat, e David Crane, criador de Pitfall e cofundador da Activision irão falar sobre suas incríveis carreiras no mundo dos games.

O Meet & Greet Canon vai receber mais uma vez a presença do lendário Hideo Kojima, que já fez a alegria dos fãs nesta quarta, e promete levar mais uma multidão à loucura neste segundo dia de #BGS10. Ainda teremos outros nomes pesados, como Nolan Bushnell, David Crane e Hector Sanchez, produtor de jogos das franquias Mortal Kombat e Injustice, e que atualmente trabalha no recém anunciado Ashen.

Assim como no dia 11, os sempre animados cosplayers se apresentarão no Cosplay Zone Kinoplex. A atração também será palco de uma exibição especial dos piratas oficiais de Sea of Thieves, game exclusivo de Xbox One que chamou muito a atenção dos jogadores e é um dos mais aguardados de 2018.

A Arena Vivo sediará as partidas que determinarão o grande campeão do campeonato de Clash Royale da Brasil Game Cup 2017. As partidas começarão às 15h, e terão transmissão ao vivo no canal da BGC na Twitch.

Acompanhe tudo o que estará rolando nesses quatro dias de evento através das nossas redes sociais e no nosso canal no youtube!

Continue Reading

Trending