Connect with us

Música

“Eu achava que nem gostava de macho”, revela Pocah em conversa com Thiago Araújo

Published

on

Multifacetado, o jornalista, DJ, Produtor de eventos e CEO do site Pheeno, Thiago Araújo recebeu em seu canal de entrevistas no youtube a cantora Pocah para um bate-papo revelador. Amigos de longa data, a funkeira usou o espaço de Thiago para fazer um balanço sobre seus 10 anos de carreira, falar sobre empoderamento feminino, a parceria com Palo Vittar e sua orientação sexual. “Eu achava que nem gostava de macho, para início de conversa”, confessou Pocah ressaltando que hoje se considera bissexual. “Hoje, atualmente, eu sou comprometida com um homem, mas eu sou bissexual”, explicou.

A conversa foi ao ar dentro do programa “Estúdio Pheeno”, e também contou com o relato de Pocah falando sobre como foi essa descoberta. “As três primeiras pessoas que eu me relacionei na minha vida, foram mulheres e a minha mãe foi a primeira pessoa a achar que eu era lésbica mesmo e que não gostava de homens. E eu cheguei até a achar que a minha mãe estava certa, por mais que ela não me apoiasse. Depois, a quarta pessoa que eu fiquei foi um homem e eu falei: Eu gosto disso também hein, acho que eu sou bi. E continuei ficando com os dois”, lembrou a funkeira.

E continuou: “Na época que eu namorei meninas eu não era uma pessoa pública ainda. Eu comecei a ficar com meninas com 13, 14 anos. Por aí… O púlico LGBTQIA+ foi o primeiro a me abraçar mesmo, na minha carreira, e a gente é uma conexão só. Eu faço parte, eu luto junto, tento usar minha visibilidade a favor disso. Sempre apoiei, sempre estive presente nas paradas e acho muito importante artistas abraçarem essa causa”, acrescentou.

Outra causa pela qual Pocah faz questão de lutar trata do empoderamento feminino, que já se tornou uma das principais marcas de suas cações, estando presente em letras como “Mulher no poder”, “Não sou obrigada” e “Pode Chorar”, por exemplo. “Eu gosto de pautar esses assuntos nas minhas músicas, porque é muito legal. Eu comecei nem o menor intuito, mas não imaginava o quanto a música podia impactar na vida das pessoas. E recebo muitos feedbaks neste sentido”, conta.

Entre as novidades profissionais da cantora, que é uma das principais referências dentro do funk carioca, está a parceria recém lançada com Pablo Vittar. “Tem muito tempo que a gente estava planejando um feat e eu amo colaborar com a Pablo. Ela queria algo que chocasse, e a primeira vez que eu escutei Bandida eu falei, é essa. É uma música para cima, a nossa cara, e a coreografia casou muito com amúsica. Uma coisa potencializa a outra”, concluiu Pocah, acrescentando que amúsica já soma mais de 20 milhões de challenges no TiK ToK.

O quadro com a entrevista faz parte do canal “Pheeno TV”, que tem como principal objetivo a produção de conteúdo que destaque e valorize a cultura LGBTQIA+.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Música

Após compor para Luísa Sonza e Zaac, Theus Costa estreia como cantor

Published

on

Compositor de grandes sucessos do funk atual, Theus Costa busca novos desafios agora como cantor. O músico carioca se consagrou como um dos grandes autores do gênero assinando hits como “Ela Vem”, que se eternizou na voz de MC G15 e MC Livinho chegando a marca de mais de 130 milhões de visualizações na internet; e “Toma”, uma das canções mais recentes de Luisa Sonza, lançada em parceria com MC Zaac.

Nascido e criado em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, o lado cantor de Theus costa surgiu ainda na adolescência quando aos 17 anos de idade se lançou na carreira gospel. Mesma época em que também descobriu o seu talento para a composição, caminho que acabou seguindo depois de migrar para a música secular, colecionando outros grandes hits como “Virgem” (MC Henny e MC Lya), “Bem Plena” (MC Mirella). “Uni Duni Tê (Paula Guilherme), “Baixinha Arretada” (Paula Guilherme), entre outras.

“’Dá Uma Sentada’ é uma música ousada e de duplo sentido. Uma música para dançar, que ressalta o direito que a mulher tem de fazer o que quiser, se envolver com quem quiser. Que ela tem a liberdade de expressão dela”, explicou Theus sobre o novo trabalho, que aposta num clipe sensual e ao mesmo tempo descontraído. “A ideia foi trazer o ritmo contagiante e alto astral da música para o clipe, com cenários, looks e efeitos bem coloridos, além de muita dança e diversão”, adiantou.

Nessa nova fase, Theus tem como primeira música de trabalho “Dá Uma Sentada”, uma parceria com os MCs Jhowzinho & Kadinho. A faixa chegará em forma de single e vídeo, que será lançado na próxima quinta-feira, 04, no canal oficial da KondZilla. Com sonoridade que passei entre o Trap e o Funk, e clima descontraído, o trio solta a voz e passa para o público mais uma história repleta de romance e duplo sentido.

O trabalho chega para consagrar oficialmente a parceria do músico com a Stillus N1, já que desde o início do ano, Theus assinou contrato e passo a integrar o time de estrelas agenciados pela empresa, que é referência no mercado musical. O clipe foi veiculado no canal oficinal da Kondzilla no YouTube, maior empresa de entretenimento voltado para o funk nacional.

Veja o clipe de “Dá Uma Sentada”:

Continue Reading

Música

Fiquei Rico cedo – Orochi, Xamã, PK e Buddy Poke lançam single e relembram batalha de rima

Published

on

Existe um provérbio africano que ensina: “se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo”. A frase ressoa até hoje em culturas que descendem daquele mesmo continente – como a cultura do rap. E OrochiXamãPK Buddy Poke sabem muito bem disso. Na última quinta-feira, dia 25 de fevereiro, eles lançaram a música “Fiquei Rico Cedo” em todas as plataformas de streaming e com clipe no YouTube. O single é o primeiro de um projeto desses 4 artistas que saíram da Batalha do Tanque, uma roda cultural de São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro.

Por volta de 2014, OrochiXamãPK Buddy Poke começaram a percorrer o circuito de batalhas de rap do Rio de Janeiro, e seus caminhos se cruzaram muitas vezes em São Gonçalo. Ao mesmo tempo em que faziam seus nomes organicamente no meio, os vídeos da Batalha do Tanque acumulavam milhares de visualizações no YouTube e o espaço viralizava nas redes sociais. Como conta Xamã

“A Batalha do Tanque foi a nossa maior escola. Ali a gente se conheceu, aprendeu a malandragem das ruas e sonhou em ser artista junto”.

“Fiquei Rico Cedo” é a celebração desses cantores que foram do underground para o topo das paradas musicais ainda jovens – o que não quer dizer que tenha sido fácil. Se, hoje, XamãPKBuddy Poke Orochi são destaques na cena do rap nacional, é porque romperam com muitos obstáculos e fizeram história naquele lugar. Como conta Buddy Poke

“Essa música é muito especial pelo fato de reunir os mcs que faziam parte da Batalha do Tanque naquela época em que viver de música era só um sonho quase impossível”. 

PK também comenta: 

“Essa é a primeira faixa de um projeto colaborativo em que traremos as superações e adversidades da época em que rimávamos nas batalhas até o atual momento em que movimentamos milhares de pessoas por todo o Brasil”.

O single dos 4 artistas sai pelo canal da MainStreet, produtora/gravadora criada por Orochi  em 2020 para lançar novos talentos do rap nacional. Para o cantor de apenas 21 anos, 

“o rap, hoje, forma milhões de jovens no país. Precisamos olhar para o gênero como uma indústria e dar mais oportunidades para essa galera”.

Continue Reading

Música

Grupo Pagodeô lança novo EP com música nova e participações especiais

Published

on

Em clima de romance, os meninos do Pagodeô fecham fevereiro com uma novidade muita aguardada pelos fãs. O grupo formado por William Lauro, Thiago Emilião, Jocymar de Alencar, Waguinho Luz e Bruno di Paula, lançam na sexta-feira, 26, o seu novo EP. Batizado de “Sonho Real”, o projeto sai pela Soull Music BR, em parceria com a Sony Music e conta com a participação especial do cantor Chrigor. Junto com a música inédita, que dá nome ao trabalho, também serão divulgadas outras três faixas em formato de pout pourri misturando grandes clássicos do pagode e do samba.

“Estamos muito felizes com essa nova etapa da nossa carreira e muito satisfeitos com o resultado final do nosso novo trabalho que vamos lançar em parceria com a gravadora SOUL MUSIC BR. Trabalho que tivemos a oportunidade de ter as participações de algumas de nossas referências na música como: (Chrigor, Bom Gosto, Délcio Luiz …) que abrilhantou ainda mais esse grandioso projeto”, explicou Willian sobre o EP, que é o primeiro de uma série de três, que fazem parte do projeto de lançamento do novo DVD do grupo, também intitulado “Sonho Real”.

A faixa composta por Everton Muleke em parceria com Jefferson Rodrigo, chega como grande promessa de hit e, de acordo com o grupo, fala de alguém que encontrou a pessoa perfeita pra ele, num momento em que já estava desacreditado. E com isso, aprendeu o que é amar, o que é o prazer, o acordando para a vida se tornando um sonho real que será vivido ao lado da pessoa com quem ele tanto sonhou.

“SONHO REAL música que dará título a esse novo trabalho chegou pra gente através dos nossos produtores FLAVIO RÉGIS & THIAGO MATTOS vindo de dois compositores lá de São Paulo Everton Muleke & Jefferson Rodrigo e ainda tivemos oportunidade de gravar essa linda canção com o cantor CHRIGOR ex-Exaltasamba … Está tudo muito lindo, estamos muito ansiosos e esperamos que tenhamos um 2021 pra lá de abençoado com todos esses lançamento que iremos fazer”, completou Willian.

O projeto também inclui pout pourris com clássicos do samba e pagode como “Distância”, “Eternamente”, “Meu Querubim” e “Pra ver o sol brilhar” na segunda faixa; “Pra não pensar em você”, “Me apaixonei pela pessoa errada”, “É Você” e “Carona do amor”, na terceira faixa e “É tarde demais”, “Me leva junto com você”, “Essa tal liberdade” e “Meu jeito de ser”, na última faixa.

Ouça:

Continue Reading

Trending