Kingsman_O_Circulo_Dourado

Kingsman: O Círculo Dourado – Engraçado, mas não muito original

Depois do sucesso obtido pelo primeiro filme em 2014, Kingsman retorna as telonas mais engraçado, porém repetindo muito da fórmula usada no anterior. Não se há de negar que a história do serviço secreto britânico se expandiu nesse filme, mas a sensação que fica é que está se vendo mais do mesmo.

Em Kingsman: O Círculo Dourado, a organização secreta Kingsman acaba tendo que trabalhar com a Statesman dos EUA para derrotar a grande vilã da vez, Poppy (Julianne Moore). É uma sequência quase imediata ao primeiro filme, então pode se vê bastante referências e elementos do mesmo.

O retorno já anunciado de Harry, personagem interpretado por Colin Firth, tem pouco impacto, por ser algo aguardado pelo público. Toda a forma como esse personagem é trabalhado também acaba sendo meio boba e desnecessária. O espectador já conhece o personagem, então não ficam dúvidas sobre o mesmo. Chega a ser irritante, em certos momentos, a forma como os outros personagens chegam a duvidar dele.

As partes técnicas seguem a linha estabelecida no primeiro filme. Boas cenas de ação, sempre com bastante humor envolvido. Bom ritmo de desenvolvimento da história. E um roteiro com bastante destaque para o vilão maluco. Nesse caso, Poppy. A construção da personagem é muito bem feita, assim como suas convicções e motivações. É tudo tão insano e engraçado, que a personagem se torna o ponto alto do filme e uma vilã muito maior do que Valentine (Samuel L. Jackson) tinha sido anteriormente.

Julianne Moore está perfeita nesse papel. É o grande destaque do filme, junto à participação especial de Elton John. O músico, que interpreta a si mesmo, está brilhantemente cômico e proporciona alguns dos melhores momentos da obra. O elenco também conta com novas adições, como Halle Berry, Channing Tatum e Jeff Bridges, que fazem participações até menores a do Elton John, mas que abrem espaço para um próximo filme ou spin-off.

Kingsman_O_Circulo_Dourado

O enredo do filme acaba esbarrando em questões políticas e morais que perpetuam mundo a fora. O longa se propõe a lidar com essas questões que estão relacionadas ao que é certo ou errado. Tudo que forma bastante hilária e absurda, mas que reflete bastante a realidade que estamos vivendo hoje em dia. Assim como, também, dá uma alfinetada na situação política dos EUA.

No geral, Kingsman: O Círculo Dourado se leva menos a sério do que seu antecessor. O filme aposta no insano para garantir boas risadas de seu público. Talvez, para alguns, isso cause certo descontentamento em relação à parte de ação e espionagem em si. Porém, tem tudo para repetir o sucesso de Kingsman: Serviço Secreto.

Título Original: Kingsman: The Golden Circle
Lançamento: 28 de setembro de 2017
Direção: Matthew Vaughn
Roteiro: Jane Goldman, Matthew Vaughn
Gênero: Comédia / Ação
Distribuição: Fox Film do Brasil

Se gostou, curta, compartilhe e indique aos amigos!
Tags:
0 shares
Estudante de cinema. Formada em Contabilidade. Fascinada por​ tv, séries e filmes. “It’s awful being a grown up, but the carousel never stops turning. You can't get off.”
Previous Post

As duas Irenes – Grande filme nacional

Next Post

O Que Esperar da Segunda Temporada de This Is Us?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *