Connect with us

Games

Geek & Game Rio Festival 2018 terá campeonato feminino de Rainbow Six Siege

Published

on

Uma novidade para cenário competitivo estará presente no Geek & Game Rio Festival 2018, um campeonato feminino de Rainbow Six Siege:

“De olho no crescimento exponencial do cenário feminino de Rainbow Six Siege no Brasil, a Ubisoft anuncia, nesta quinta-feira (14), a abertura de inscrições para a fase classificatória da primeira etapa do Circuito Feminino da modalidade. Quatro times se classificarão para a fase final, que será disputada de forma presencial, entre os dias 20 e 22 de julho, no Geek & Game Rio Festival, no Rio de Janeiro, um dos maiores eventos do segmento.

[…]

A primeira etapa da competição vai acontecer de forma virtual e em formato MD1, com Swiss Round, modo que permitirá que todas as equipes joguem contra todas. Os duelos desta fase estão marcados para os dias 25 e 26 de junho, das 19h às 23h, e contarão com o novo sistema de banimentos de operadores, que foi divulgado pela primeira vez no Six Invitational e possibilita uma maior variedade de estratégias no cenário competitivo da modalidade. Durante a fase classificatória, as partidas contarão com dez rounds, sem direito a overtime. Já nos playoffs, as partidas acontecerão em formato MD3, com eliminação simples e overtime.

A fase final da primeira etapa do Circuito Feminino de Rainbow Six Siege terá transmissão nos dias 20, 21 e 22 de junho, a partir das 17h, pelo site IGN Brasil.

O torneio é o pontapé inicial de um projeto que visa incluir ainda mais as mulheres no cenário competitivo de Rainbow Six Siege. O Circuito Feminino de R6 deve se estender a outros grandes eventos que ocorrerão ainda este ano e devem ser anunciados nos próximos meses. A ideia é criar cada vez mais torneios e oportunidades para que as jogadoras da modalidade possam jogar de forma presencial para um grande público.”

Uma ótima novidade para cenário gamer competitivo !!!

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Games

Geek City 2018 – Guilherme Briggs e Kiko

Published

on

Guilherme Briggs

Responsável por vozes como a do BuzzLightyear, Freakzoid e Mickey, dublador contou um pouco sobre suas motivações profissionais e de vida

O painel “A dublagem brasileira no mundo”, com Guilherme Briggs, foi um dos mais esperados da noite deste sábado (1°), no Geek City. No palco principal, o dublador deu voz a personagens famosos como Mickey, Buzz Lightyear e Yoda, compartilhou curiosidades sobre o cenário internacional e emocionou o público com sua história de vida.

“Vocês sabiam que o Corcunda de Notre Dame, dirigido pelo Garcia Jr., foi considerada a melhor versão dublada do mundo? E que a Nova Onda do Imperador teve um impacto muito grande pra dublagem brasileira? Lá fora eles adoraram”, disse Briggs. Ele contou ainda que foi convidado para fazer a voz do Yoda também em espanhol e que ficou espantado quando viu Toy Story pela primeira vez.

“Dublo o Buzz Lightyear desde o primeiro filme e lembro de ver a primeira cena e pensar o que é isso que a Disney fez? É computação gráfica?”, disse. Entre curiosidades, aplausos e perguntas da plateia, Briggs emocionou o público ao falar sobre suas motivações pessoais. “Sempre fui apaixonado pelo meu avô. Com 12 anos, ele me chamou pra morar com ele. Meu padrasto era muito rigoroso e disse que, se eu saísse, não voltava mais. Depois de dois anos, meu avô faleceu de um problema no coração, pedi para voltar para casa e meu padrasto não deixou”, contou.

Morando de favor na casa de um amigo, Briggs decidiu que era hora de se dedicar ainda mais à leitura e ao desenho – o que foi essencial para que o Guilherme artista surgisse. “Nesse momento, com o avô falecido, não podendo voltar pra casa, foi que minha vida mudou. Para não chorar, comecei a ler tanto e desenhar tanto. Tive um trauma muito severo e podia ter escolhido as drogas. Mas o que importa não é o que a vida faz com você. É o que você faz com o que a vida faz com você. Levanta e não desiste, porque sempre tem uma esperança, pode acreditar”, concluiu.

Carlos Villagrán, o Kiko de Chaves

Painel foi feito em duas partes: na primeira, o ator foi ele mesmo; na segunda, encarou o personagem e arrancou gargalhadas da plateia

 Na tarde deste sábado (01), uma das atrações mais esperadas do Geek City 2018, produzido pela Seven Entretenimento, subiu ao palco e foi recebido sob aplausos e gritos de felicidade. Carlos Villagrán, conhecido como o Kiko, do seriado mexicano Chaves, veio a Curitiba para participar da edição do evento e, primeiramente, atendeu os jornalistas em uma coletiva de imprensa lotada e depois subiu ao palco para ser acolhido pelo público que lhe aguardava.

Mesmo não caracterizado, Villagrán não seguiu o padrão tradicional de talk show – em que o entrevistador e entrevistado ficam sentados conversando – e diferentemente disso, levantava a todo o tempo e conversava diretamente com a plateia. Além disso, ele arriscou falar português em quase todo momento numa forma de se aproximar ainda mais dos fãs.

Villagrán contou diversas histórias de sua carreira desde antes de estrear no Chaves. Uma delas tem o Brasil como destaque, já que foi repórter fotográfico durante a Copa de 1970, quando a seleção brasileira derrotou o México e conquistou o tricampeonato mundial. Provando ter uma ótima memória, ainda citou o nome de todos os jogadores que vestiram a ‘amarelinha’.

Quando decidiu mudar de profissão e entrar na série de TV, que a princípio tinha 10 minutos de duração, Villagrán teve de criar um personagem infantil, de menino, e quando encontrou apenas uma roupa de marinheiro, decidiu virar duas mechas do cabelo para cima e projetar uma nova voz. Assim nasceu o Kiko, personagem que marca gerações há quase 50 anos.

Carlos x Kiko, um paralelo de admiração

          No Brasil, o seriado começou a ser transmitido em 1984, e logo conquistou inúmeros seguidores. A música de abertura, no entanto, é diferente da original, uma versão clássica de Beethoven. Aqui, quem ouve ‘Aí vem o Chaves, Chaves, Chaves’, já sabe que a diversão garantida vai começar.

No talk do Geek City, sua presença foi marcada em duas partes: a primeira, Villagrán foi ele mesmo, atencioso e fraterno com o público; na segunda, demonstrou toda sua generosidade como personagem ao se trocar e aparecer como Kiko, satisfazendo todos que aguardavam para ver o ídolo de perto. Nesse momento, o ator encarnou o papel e passou a agir somente como o menino mexicano da Vila, criado por Dona Florinda e amigo (ou colega) de todos os visitantes ou moradores do local.

Kiko cantou canções como ‘Que Bonita a Sua Roupa’, ‘Se Você é Jovem Ainda’ e ‘Mamãe Querida’, interpretada com a ajuda do mediador, que o interrompia sempre antes de começar a recitar o poema, fazendo referência ao episódio em que a cena ocorreu. Ainda, respondeu a perguntas sobre o porquê de sempre querer uma bola quadrada, se já chegou o disco voador e de como foram as férias em Acapulco.

Para finalizar, o ator imitou seu choro peculiar, a maneira engraçada como se locomovia e a risada inconfundível. Disse, também, subjetivamente, o porquê de ter aposentado o personagem: “Deus perdoa, mas o tempo não”. Após cumprimentar fãs que foram à frente do palco para tocar em suas mãos, ‘Kiko Villágran’ deu adeus ao público de Curitiba e, sem dúvidas, satisfez a todos que se deliciaram com sua amada personalidade.

 

Continue Reading

Games

Produtor de Gears of War participará da BGS 2018

Published

on

Rod Fergusson, produtor do aclamado Gears of War, participará da 11ª edição da Brasil Game Show junto à Xbox

Em sua primeira participação no evento, Rod irá interagir com o público em sessões gratuitas de meet & greet, terá suas mãos gravadas no Wall of Fame e será homenageado com o Lifetime Achievement Award

 

image-23.pngA Brasil Game Show (BGS), maior feira de games da América Latina, que realizará sua 11ª edição de 10 a 14 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo, acaba de anunciar mais dois nomes de peso para o evento. Além de Xbox, que este ano fará sua oitava participação na feira, Rod Fergusson, diretor do estúdio The Coalition, responsável pela franquia de sucesso Gears of War, fará sua estreia na BGS.

Rod participará de atividades no estande de Xbox, que terá uma área de 1.000 m², de sessões gratuitas de meet & greet, terá suas mãos gravadas no Wall of Fame e será homenageado com o Lifetime Achievement Award.

“Xbox é um grande parceiro e apoiador da Brasil Game Show desde 2011 e não poderia ficar de fora da edição deste ano, que elevará o evento ao next level”, disse Marcelo Tavares, fundador e CEO da BGS. “Recentemente, fãs do game fizeram uma campanha nas redes sociais pela vinda do produtor ao Brasil, utilizando a hashtag #RodInBrazil, e o anúncio do Rod apenas reforça a importância que a marca dá ao público brasileiro”, reforça Marcelo.

Informado em nota pela BGS.

Continue Reading

Games

Yoshiaki Hirabayashi, de Resident Evil 2, e Michiteru Okabe, de Devil May Cry 5 na BGS 2018

Published

on

A produção da Brasil Game Show acaba de confirmar mais duas grandes participações na edição de 2018 do evento. Trata-se de 58.

Produtores de dois dos jogos mais aguardados da atualidade, Yoshiaki Hirabayashi é o produtor de Resident Evil 2, e Michiteru Okabe, produtor sênior de Devil May Cry 5. Os convidados internacionais participarão da BGS pela primeira vez e terão uma agenda repleta de atividades com o público, que poderá encontrá-los em sessões de Meet & Greet, no júri de concursos de cosplay, em painéis do BGS Talks e na área Wall of Fame da BGS, onde serão homenageados por suas contribuições à indústria.

“As presenças de Hirabayashi e Okabe engrandecem ainda mais a Brasil Game Show, que esse ano chegará ao next level, com muito mais convidados, atrações, expositores e jogos”, disse Marcelo Tavares, CEO e fundador da BGS. “Acompanhamos de perto a comunidade gamer e podemos afirmar com segurança que Resident Evil 2 e Devil May Cry 5 estão entre os jogos mais aguardados da atualidade. Será uma honra receber e homenagear esses grandes profissionais de destaque da indústria dos videogames”.

Yoshiaki Hirabayashi chegou à Capcom em 2002 e desde então trabalhou em diversos jogos da série Resident Evil, uma das mais bem-sucedidas do universo dos games. O produtor japonês é um dos rostos mais conhecidos da franquia do gênero survival horror e um dos responsáveis pela reimaginação de Resident Evil 2, que vem gerando enorme expectativa entre os gamers desde seu anúncio, em 2015, e que está previsto para 25 de janeiro de 2019.

Já Michiteru Okabe ingressou na Capcom em 2010 e trabalhou como produtor do jogo de horror episódico Resident Evil Revelations 2. Atualmente é produtor sênior de Devil May Cry 5, o novo jogo da série de ação estilosa da Capcom que será lançado no outono de 2019 no Brasil.

A 11ª edição da Brasil Game Show acontecerá no Expo Center Norte, em São Paulo, de 10 a 14 de outubro.
Maiores informações: www.brasilgameshow.com.br.

Continue Reading

Trending